Como se escreve Reveillon?

December 19, 2018

Uma coisa para mim é muito clara: o ano novo começou hoje!

Sim! Nesse exato dia que você está lendo esse texto é o primeiro dia do ano do resto de sua vida. O começo, o início, a estreia.

Não existe outro instante tão virginal como o dia de hoje que nunca será repetido e, caso fosse, nunca seria exatamente igual ao que está sendo agora. Nem que você voltasse ao tempo presente, jamais seríamos os mesmos...suas aspirações sofreriam mudanças e seus sentimentos também. Suas percepções e vieses estariam alterados pelas experiências passadas e sue vale a pena ver de novo se comportaria apenas como um rascunho.

Mas se existe uma coisa que nunca vai mudar é o fato de o ano novo começar a cada dia que você tem o privilégio de acordar por ter recebido o dom da vida, a coroa da centelha divina. O simples acontecimento de acordarmos nos privilegia com uma oportunidade limpa e sem máculas onde temos a oportunidade de vivenciar experiências inéditas e ímpares, bastando apenas co-me-çar...

Acontece que o regime fica sempre para a segunda-feira e o happy hour para sexta às 18h. O meu pedido de desculpas somente para quando eu receber o seu pedido e relatório apenas quando o patrão pedir. A brincadeira com o filho foi adiada para o fim de semana e aquele e-mail de saudades para uma outra oportunidade, quem sabe.

Temos a triste cultura interna de deixarmos as coisas para depois e acabamos por adiar nosso ano novo para amanhã, depois de amanhã e depois de depois de amanhã. Procrastinamos em assumir cotidianamente uma nova vida e protelamos os resultados em função do calendário gregoriano.

Muitas de nossas frustrações decorrem desses adiamentos constantes e dessas omissões comportamentais diárias, pois acabamos por não experimentar os prazeres de acertos e equívocos que apenas o hoje nos é capaz de fornecer. Esperar amanhã para sentir é como chupar manga com garfo e faca, abrindo-se mão da experiência de ter fiapos da fruta no meio dos dentes e não ter a vicissitude de ver escorrer uma gota do caldo pelo antebraço até o cotovelo!

Você não gosta de manga?

Tudo bem!

Mas está aí uma boa história para se contar quando você lembrar das suas vivências, pois nem tudo é feito para se comer e saborear com guardanapos...

Atualmente não queremos, não realizamos, não somos contundentes! Apenas estamos a esperar, sonhar e imaginar o que seria e o que poderia ter sido, sempre levando para casa os quase dias felizes que quase pudemos viver.

Não telefonamos mais...mandamos e-mails!

Não conversamos mais... mandamos mensagens!

Não convivemos mais...fazemos home work!

Estamos sempre tentando evitar esse confronto com a realidade a esperar que amanhã seja diferente.

Se Gandhi disse “seja você a mudança que quer ver no mudo!”, eu acrescentaria: “seja, mas seja agora! Faça hoje!”

Não trate sua vida como uma loteria a esperar que um dia você tenha a sorte grande e ganhe milhões. E se acontecer de você nunca ser o escolhido pela sorte? E se o seu número nunca for o escolhido?

Acabamos por fazer “x” nos quadrinhos da folhinha como se ter passado por mais um dia fosse uma obrigação cumprida esperando que os dias, meses e anos nos provejam aquilo tudo que nos julgamos merecedores e acabamos quase que como reféns dessa métrica.

Quer saber...quem se importa com as divisões do tempo em função das fases da lua? Que se danem “Julhos” Césares e Césares “Augustos”! Mesopotâmicos, egípcios e julianos que vão para o inferno!

Minha vida é hoje aqui agora nesse tempo presente!

Feliz ano novo que começou hoje e, se eu não te encontrar amanhã, já fique com meus sinceros votos de um ano novo espetacular que se iniciará no próximo alvorecer.

É assim que escreverei o meu Reveillon!

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Como ter sucesso no vestibular sem surtar

October 21, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

June 24, 2019

May 15, 2019

May 8, 2019

April 24, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square

©2017 por Newton Camargo Jr.