No Fio do Bigode

January 23, 2019

Existem vários fatores que nos impedem de chegar ao máximo de nossa capacidade e que não permitem que tenhamos resultados incríveis em nossa vida.

Falta de habilidade técnica, estrutura organizacional (familiar ou empresarial) ineficaz, pouco incentivo externo (pessoal ou governamental), escassez de recursos, enfim...muitos recursos que não dispomos e que seriam vitais para nosso sucesso estão a certa distância de nossos colos que acabamos por sentir tolhidos de uma melhor sorte.

É claro que temos condições de frequentar uma faculdade ou um curso de especialização para elevar nosso intelecto e que recursos financeiros não são lá o maior gap de um projeto e que também, diga-se de passagem, se a vontade não brotar de dentro de nosso ser, nada vai prosperar.

Mas se tem uma coisa que definitivamente impõe nosso fracasso é o fato de não cumprirmos nossos acordos internos!

Quantas promessas de ano novo já foram esquecidas antes mesmo do Carnaval?

Quantas vezes você iniciou numa segunda feira seu regime e na quarta ‘já era’?

Quantas vezes você começou um curso e nem chegou ao terceiro módulo?

Quantas vezes você prometeu para si mesmo que seria diferente e se vê agora igualzinho ao que era antes?

Acontece que não somos fiéis ao que prometemos a nós mesmos e acabamos por deixar de lado aquilo que, no íntimo, temos a certeza que nos colocaria num patamar acima.

Simplesmente abdicamos desses projetos porque eles nos exigem um esforço extra, um investimento de energia que não avaliamos com precisão antes da promessa.

Nossos sonhos vêm a nossa mente como fogos de artifício que brilham no céu, chegando até a ofuscar nossas ideias fazendo com que assumamos um compromisso que, no fundo, sabemos que verterá água, assim que o esplendor se for como pólvora no céu.

Nosso maior obstáculo somos nós mesmos. Por não avaliarmos adequadamente, por não planejarmos com precisão, por não compartilharmos com quem se deve e, finalmente, por não sairmos da cama mais cedo e executar o plano.

Prometemos de forma vazia, como se apenas quiséssemos apaziguar a angústia da alma, e acabamos por nos entristecer por perdermos a chance de celebrar nossas vitórias, pois vamos nos acostumando com as derrotas. Uma após a outra.

Acreditamos piamente que nossas realizações estão escritas nas páginas de um livro e que, seguindo-se a receita do bolo, nossa felicidade crescerá com o fermento das circunstâncias e do acaso.

Acontece que tomamos a sorte como parceira e, se não der certo, será porque Deus não quis, o governo não ajuda ou porque choveu.

Na verdade, o sucesso de qualquer decisão começa na premissa de que a promessa é feita de dentro para fora, contando com avaliações e apontamentos de viabilidade interna antes de se assinar o contrato consigo mesmo, pois uma realização não é para mostrar ‘praquele fulaninho ali do que é que eu sou capaz’!

Um comprometimento com nossos sonhos não é para ser exposto em outdoor e cartazes pela rua, e sim para satisfazer as nossas necessidades de crescimento e elevação pessoal e profissional, sem a necessidade de demonstrações públicas de poder e status.

Assim, se nos preocuparmos com o que os outros estão a pensar sobre nossa vida, perdemos nossa autoridade e passamos a acompanhar o crescimento alheio, e estagnamos já que vamos dando as costas aos compromissos internos que insistimos em esquecer.

Uma sugestão é escrever nossas promessas e fazer cópias em três vias, detalhando cada parágrafo de nossas obrigações. Eleger fórum e multa caso descumpramos. Registrar em cartório e nomear um fiscal de engajamento diário de nossas ações. Talvez dê certo.

Mas seria tão mais prático simplesmente assumir as rédeas de nossa vida e, passo a passo, conquistando nossa autonomia e autoridade sobre nossos resultados, como se olhássemos no espelho e empenhássemos nossa palavra com um fio de nosso bigode.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Como ter sucesso no vestibular sem surtar

October 21, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

June 24, 2019

May 15, 2019

May 8, 2019

April 24, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square

©2017 por Newton Camargo Jr.